ligacearense.com.br

Liga Cearense de Futebol Society | Liga Futsal de Fortaleza




Colunas

09/10/2018 - 21:55:00

Uma obsessão gremista: nove vezes na semifinal da Libertadores

Ao confirmar a vaga diante do Atlético Tucumán, o clube gaúcho marca presença entre os quatro melhores da Libertadores. Entre os clubes brasileiros, apenas o São Paulo chegou mais vezes nesta fase da


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/federacc/public_html/modulos/colunas/vercoluna.php on line 36
O placar de 4 a 0 na Arena não indica exatamente como o jogo transcorreu em sua íntegra, afinal o Atlético Tucumán teve uns bons trinta minutos executados sob medida para orgulhar a expressiva presença dos argentinos que viajaram como se não houvesse amanhã para superar quase 2 mil quilômetros e presenciar seu time disputando pela primeira vez uma fase de quartas de final da Libertadores.

A margem elástica ao final, um 6 a 0 absoluto nos dois jogos, no entanto, representa exatamente a diferença de estatura das equipes e sua representatividade no futebol continental: essas andanças que os tucumanos tentavam alargar a cada semana, uma epopeia por vez, o Grêmio já perdeu as contas de quantas vez percorreu. A pé, de ônibus ou de moonwalk que seja. A esquadra azurra do Humaitá agora tem pela frente, na semifinal, um confronto de dantescas proporções diante do River Plate, que se classificou ao vencer o Independiente por 3 a 1, também nessa terça. E, atenção, Grêmio vai disputar nada menos que sua NONA semifinal de Libertadores.

Ao confirmar a larga vantagem diante da equipe tucumana, o Grêmio marca presença na semifinal da Libertadores pela nona vez em 18 participações na competição. Ou seja, o clube gaúcho tem uma impressionante marca copeira: a cada duas Libertadores disputadas, o Tricolor alcança uma semifinal. Nas oito vezes que chegou na antessala da decisão, em cinco oportunidades os tricolores avançaram até a final – venceram três, em 83, 95 e 2017, e perderam duas, em 84 e 2007.

Entre os brasileiros, o Grêmio fica atrás apenas do São Paulo, que já chegou 10 vezes nessa fase, que durante bastante tempo foi disputada em sistema de triangulares. Os dois tricampeões tricolores compartem com o Palmeiras o posto de equipe brasileira mais assídua na competição continental (18 vezes, caso os amigos tenham esquecido). O aproveitamento do Palmeiras, campeão em 1999, é inferior aos seus patrícios: chegou em apenas 6 semifinais, número que pode aumentar nesta quarta, se eliminar o Colo Colo.

Para chegar na sexta decisão e continuar reluzindo as pupilas ao mirar sua quarta Libertadores e tornar-se o maior campeão entre os times brasileiros, o Grêmio tem pela frente uma carne de pescoço que vai exigir empenho canino das mandíbulas. Sob o comando de Marcelo Gallardo, o River Plate vai para sua terceira semifinal de Libertadores nas quatro últimas edições – venceu o torneio em 2015, batendo o Tigres, do México, na decisão.

Após o traumático rebaixamento de 2011, o gigante do norte de Buenos Aires renasceu sob o comando de Marcelo Gallardo. Conquistou a Copa Argentina (duas vezes), a Sul-Americana, a Libertadores e a Recopa (duas vezes). Além do elenco estrelado, com Armani, Pitty Martínez, Pratto e Scocco, também assusta pelo fato de geralmente crescer em confrontos de grande envergadura: sob o comando de Gallardo, avançou em 38 dos 46 embates eliminatórios e, cereja sobre o bife de chorizo, também costuma castigar o íntimo rival Boca Juniors, como aconteceu há menos de duas semanas, quando venceu com insuspeita autoridade por 2 a 0, na Bombonera.


Federação Cearense - © Copyright 2018. Todos os direitos reservados. Melhor Visualização na resolução 1024 x 768.